Como vai seu relacionamento com seu corpo?

Olá, caro leitor! Um prazer ter você por aqui.
Hoje gostaria de convidar você a pensar sobre sua relação com seu corpo. Mas não nos moldes dos padrões sociais, do tipo – como está seu peso, se você está dentro dos padrões estéticos ditados pela mídia, nada disso…
Meu convite vai na linha de investigar se você já pensou que sua mente e seu corpo andam juntos, quero dizer, se você já percebeu que – embora eles sejam “uma coisa só”, temos diferentes níveis de comunicação interna.
Minha sugestão segue no sentido de pensarmos juntos em aspectos do tipo:
Como você se percebe? O que você vê no espelho “bate” com a imagem que você faz de si?
Fica feliz com o que vê? (Afinal, nosso corpo é o resultado de nossa história até aqui, conquistas, decepções, sucesso, fracassos, entre tantos outros)
Você pensa e age, ou age e depois pensa?
Se dá conta dos desejos do seu corpo? E de sua mente?
Ouve o que ele diz?
Seu corpo grita? Ou te conta secretamente sobre seus impulsos e excitações?
Dá pistas sobre suas necessidades ou fragilidades emocionais? Por exemplo: se não se sente à vontade para aceitar um convite de uma amiga(o) para sair, sente dor de cabeça, trava as costas, tem uma dor de barriga repentina?
E se isso acontece, você escuta, atende, tenta compreender?
O contato íntimo com nossos fenômenos internos, sejam somáticos ou psíquicos é um dos maiores facilitadores para o autoconhecimento.
Tentar traduzir o que se passa dentro de nós, com sinceridade e coragem, muito nos ajuda a evitar confusões e até mesmo situações constrangedoras as quais conseguimos evitar quanto mais sabemos sobre nós…
Por estes e outros motivos meu convite permanece vivo e constante.
Porque somos criaturas em constante movimento e mudança, portanto, em constante transformação…
E poder se transformar é uma dádiva, pois assim temos a chance de chegar mais perto de nós …
Um brinde a isso!!

Compartilhe!

Outros artigos que podem te interessar

Saul Albert Mental Health - Patrícia Spada Psicóloga na Vila Olímpia São Paulo

Como manter a saúde mental em tempos de quarentena?

Não é novidade para ninguém que o distanciamento social, o isolamento e a quarentena podem ser bem difíceis para algumas pessoas após algum tempo. Afinal, temos de abrir mão de vários elementos com os quais estamos acostumados, a fim de protegermos nossa saúde. Bom, o problema é que o afastamento das tarefas diárias e das

Terror Notruno - Pesadelo - Patrícia Spada Psicóloga na Vila Olímpia São Paulo

Terror Noturno – o temido distúrbio do sono

Quem nunca acordou, mas não conseguiu se mexer, ou sentiu que alguma entidade sombria o estava observando? Essas são características comuns do Terror Noturno. Longe do sobrenatural, o Terror Noturno em nada tem a ver com ser observado por entidades malignas, invasores sorrateiros ou alienígenas no quarto. Embora muitas pessoas descrevam essas situações, é algo

Qualidade De Vida No Trabalho - Patrícia Spada Psicóloga na Vila Olímpia São Paulo

Qualidade de Vida no Trabalho – como viver de bem com a rotina

Trabalhar é necessário, mas complicado. Mesmo quem ama a profissão se depara com situações desagradáveis, e muitas vezes temos que engolir em seco para não gerar problemas. Mas, como ter qualidade de vida no trabalho, se o ambiente não é favorável? A Organização Internacional do Trabalho (OIT) afirma que a preocupação com as condições causadoras de estresse

Assine nossa Newsletter

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *